Category Archive Uncategorized

VSF-PORTUGAL são referenciados nos Media

Recentemente os Veterinários Sem Fronteiras-Portugal foram alvo de várias entrevistas sobre o seu trabalho. As recentes missões que os VSF-PORTUGAL desempenharam e se encontram a desempenhar estão a suscitar muito interesse e curiosidade. Recentemente criámos uma página no instagram (@vsfportugal) que está ao rubro, onde poderão saber a par e passo tudo o que os VSF-PORTUGAL realizam e onde podem ser tiradas todas as dúvidas.

Vê as notícias mais recentes sobre os VSF-PORTUGAL em :

-https://www.impala.pt/lifestyle/veterinarios-portugueses-tratam-centenas-de-animais-em-africa/

-https://rr.sapo.pt/noticia/147434/veterinarios-portugueses-ajudam-a-tratar-centenas-de-animais-em-africa

– https://www.noticiasaominuto.com/pais/1232208/veterinarios-portugueses-ajudam-a-tratar-centenas-de-animais-em-africa

– https://pt-news.club/2019/04/11/veterinarios-portugueses-ajudam-a-tratar-centenas-de-animais-em-africa/

No dia 11 de Abril, foram realizadas filmagens e entrevistas a membros dos VSF-PORTUGAL. Mantem-te atento para veres o resultado!!

 

VSF PORTUGAL no XV Congresso Hospital Veterinário Montenegro

A VSF Portugal esteve mais uma vez no Congresso do Montenegro, nos dias 22 e 23 de fevereiro, em espaço cedido gratuitamente pela organização (Hospital Veterinário Montenegro) a quem muito agradecemos. Graças às nossas voluntárias Catarina Fogaça, Catarina Magalhães e Alice Matos, a nossa “banca” esteve sempre acompanhada e animada ao almoço e nos intervalos para café. Ficaram registados 45 pedidos de contacto por parte dos congressistas, tanto médicos veterinários como estudantes de medicina veterinária e enfermeiros veterinários.

No domingo teve lugar a Corrida do Veterinário e a Caminhada que podia ser feita com os cães dos inscritos. Estas Corrida e Caminhada tiveram a particularidade de uma parte da inscrição (um euro) poder reverter para a VSF Portugal. Em uma das fotografias está o Dr. Luís Montenegro, nosso sócio honorário e Conceição Peleteiro, Presidente da Direção, com as T-shirts oficiais do evento!

 

 

 

Veterinários Sem Fronteiras na SIMABO, em S. Vicente, Cabo Verde

A passagem da nossa primeira voluntária ao abrigo do protocolo com a SIMABO, na Ilha de S. Vicente, Cabo Verde, está a chegar ao fim. Estamos muito otimistas pelas notícias que ela nos vai trazer!

A atividade da Ana Catarina foi centrada em torno dos objetivos da SIMABO, no apoio aos animais de companhia das populações de reduzida capacidade económica e no controle de cães errantes. Houve ainda oportunidade de intervenções nas escolas, particularmente favoráveis no caso dos nossos voluntários porque partilhamos a mesma língua que os caboverdianos.

No próximo ano já está prevista a ida de outra voluntária em Fevereiro. Antecipamos que a Ana Catarina Fogaça abriu o caminho que outros VSF vão poder seguir.

 

 

A VSF NAS JORNADAS SOBRE “CONTROLO POPULACIONAL DE CÃES E GATOS”, ÉVORA, 27 E 28 DE OUTUBRO, 2018

Os VSF foram convidados a estar presentes e apresentar resultados do seu trabalho nas Jornadas dedicadas a “CONTROLO POPULACIONAL DE CÃES E GATOS” que se realizaram nas instalações do Pólo da Mitra da Universidade de Évora no fim de semana de 27 e 28 de Outubro. Foram umas jornadas muito interessantes com partilha de experiências num tema que preocupa os médicos veterinários em geral e, em particular, os que trabalham para as autarquias e têm o controlo populacional de cães e gatos à sua responsabilidade. Foi ainda uma excelente oportunidade para dar a conhecer os projetos que os VSF têm desenvolvido desde 2010, tanto em Cabo Verde como em S. Tomé, e para conhecer Karen Hammes que colabora com uma ONGD Suiça no controle de animais errantes em países tão distantes como a Índia e o México. Estamos certos que estes conhecimentos vão ser muito úteis para o futuro dos VSF. Na fotografia estão, da esquerda para a direita, Margarida Câmara, médica veterinária trabalhando no Centro Oficial de Recolha da Câmara Municipal de Évora e organizadora do evento, Karen Hammes e Conceição Peleteiro, da Direção dos VSF.

 

OS VSF RECEBEM APOIO DO GOVERNO AUSTRALIANO EM PROJETO PARA S. TOMÉ

Na sequência do apoio providenciado aos cães do projeto “Bô Caçó”, a Direção submeteu uma candidatura a financiamento pela Australian Aid, num programa gerido através da Embaixada da Austrália. E é com muito prazer que vos anunciamos que o nossa candidatura foi aceite para financiamento. São nossos objetivos:

  1. Assistência aos cães selecionados do projeto “Cães que Ouvem” (agora denominado “Bô Caçó”) com prestação de cuidados básicos de saúde (desparasitação, vacinação, etc.) e conselhos às famílias de acolhimento. A esterilização será efetuada próximo da fase final do treino para não haver interferência no mesmo por os animais estarem a recuperar da cirurgia.
  2. Prestação de cuidados básicos de saúde e esterilização de machos e fêmeas de cães de famílias que aderirem aoprojeto, iniciando os trabalhos no distrito de Água Grande. Prevê-se a execução de cirurgias em 150 animais (5 dias por semana, durante quatro semanas)
  3. Aplicação de tratamentos para a sarna sarcótica estimando-se vir a tratar 150 a 200 animais.
  4. Realização de ações de divulgação junto da população em geral com a colaboração da Direção Geral de Pecuária promovendo a importância de tratar os cães como potencialmente úteis para os agregados familiares, formando ainda no reconhecimento de comportamentos de ameaça. Estima-se que 200 a 300 famílias possam ser abrangidas.

 

Estamos muito gratos ao Governo Australiano, e estamos certos que este projeto vai ser fulcral para a melhoria das condições de vida da população e dos cães em S. Tomé.

 

A ASSOCIAÇÃO VSF APOIA O PROJETO “CÃES QUE OUVEM” E JÁ ESTÁ EM S.TOMÉ

Recordando uma pequena notícia que divulgámos há uns meses atrás sobre o projeto “Cães que Ouvem”, é com muita satisfação que damos notícias aos VSF. O projeto na sua construção em Portugal acabou por sofrer a alteração do nome para “Bô Caçó” que em criolo santomense quer dizer “Teu Cão ou Cão de você” , durante a formação da equipa cinotécnica surgiram mais e melhores ideias para o futuro. Neste momento, a equipa está a trabalhar para a sustentabilidade do projeto por ter revelado ser uma mais valia para a sociedade santomense.

A voluntária VSF, a Mafalda Iria, já teve uma intervenção importante na assistência aos cães da “Bô Caçó”. Vejam na foto que juntamos numa sessão realizada com a ajuda do Sebastião Palha, o professor de língua gestual. Na fotografia de grupo, à esquerda quase a sair do enquadramento está António Ferreira, o treinador dos cães e autor do projeto, também presente na fotografia em que é acompanhado por um dos cães do treino.